Eu tenho medo da Linha Verde, II

Padrão

Só pra desabafar um pouco. Eu tenho muito medo da Linha Verde. Moro pertinho das obras, ouço barulho o dia todo, inclusive sábados, desde antes das oito da madrugada até umas cinco da tarde. Outro dia recebi um e-mail com link para esse jornal, afirmando que as micro-estacas no viaduto da Jacuí (já falei delas aqui) são um conserto mal feito, que deveriam demolir e refazer parte do viaduto (tem pilastra apoiada em uma pedra que está se movendo!). Não moro perto da Jacuí, mas passar por ela é praticamente obrigatório para ir ao centro da cidade. Tem um viaduto perto de Confins que precisou ser demolido e refeito, mas não saiu muita coisa na mídia, fiquei sabendo pelos taxistas no caminho pra Confins. Aqui perto de casa é terreno de lagoas e córregos, e estão fazendo viadutos e passarela! Medo. Agora à tarde estou ouvindo estrondos fortes, e que chegam a balançar o monitor. Nenhum barulho, engarrafamento, ou coisas do tipo já fez tanto efeito assim aqui em casa. Espero que não altere a estrutura do prédio. Fim do desabafo, desculpem o incômodo.
Atualização: assim que terminei o post, os estrondos pararam. Mas vocês fazem idéia da agonia que é atravessar a avenida mais perigosa da cidade, à noite, sendo iluminada apenas pelas faróis dos carros? Espero que essas obras, ou pelo menos a passarela, acabem logo.

Anúncios

  1. Cynthia, mas a obra é por uma causa maior, os transtornos e sacrifícios causados pela obra devem ser desprezados em nome do interesse da coletividade (BRINCADEIRINHA, hehehehe 😛 )

    …a parte em que vc cita que o seu monitor treme dá muito medo mesmo. Até sábado passado eu nem imaginava o que era essa tal de linha verde, quando (veja bem, é de arrepiar), saí do shopping Del Rey, sábado, chovendo, à noite, depois de assistir 300 (hahahahahahaha!, sentiu o drama?) e me deu uma vontade doentia de comer a pizza do Pizza Hutt do Cidade Nova, pq as pizzas das outras filiais não são como as de lá meeesmo. Nem o atendimento. Nem o público. Daí obriguei o meu namorado a dirigir até lá… e achei a linha verde medonha à noite, sem iluminação, e com chuva… Na volta, erramos o caminho, não conseguimos achar entrada para o anel e tivemos que dar uma volta de uns 11 km… Xinguei muito, e cheguei em casa quase dormindo. Mas valeu a pena. Adoro aquela região e quando me casar quero dar adeus ao barulho, aos botecos e aos congestionamentos da zona sul.

  2. LucianA, por causa do shopping e do metrô, a região aqui é ótima pra morar. Só que a Linha Verde está insuportável. à noite, fica tudo sem iluminação, exceto outdoors. E a gente que atravesse na faixa de pedestres sem iluminação, acorde com bate-estaca e serras durante a madrugada, e agüente inúmeras mudanças mal planejadas. Fizeram a faixa de pedestres na Cristiano Machado de tal forma que era só fazer uma travessia contínua do shopping até a entrada da Bernardo Vasconcelos; uma semana depois, colocaram um canteiro de obras no meio do caminho, obrigando os pedestres a fazerem um desvio imenso! Nem parece obra planejada!

  3. que perigo! dificilmente o motorista consegue enxergar uma pessoa atravessando a rua, à noite, e sem iluminação…mesmo estando na faixa de pedestre. Só quando o carro está próximo o bastante para o farol iluminar. Dá vontade de andar com o farol alto… Cynthia, não sei como ainda não ocorreu acidentes graves… Depois de tudo isso, só torço para que a obra fique realmente um espetáculo.

  4. oi tudo bem eu gostaria que vcs mudasem esta pagina
    e colocassem mais fotos
    mostrando o trabalho que eles estao fazendo e esplicando parte por partetodas as imagens

  5. eu tambem concxordo com a luciana com o trantorno e um perigo mesmo
    a pessoas andando a noite sem iluminaçao
    no começo a linha verde e um problema mais depois quando estiver pronto
    vai ficarotimo