Livro no dia das crianças

Padrão

Meus pais sempre estimularam a leitura, desde que minha mãe nos alfabetizou aos 5 anos. Não havia data especial para ganharmos livros e revistas em quadrinhos, qualquer dia chegava uma surpresa pra gente. Meu pai encadernava as revistinhas pra fazer um volume grande, como se fosse um livro. Era muito bom de ler. Mais tarde, com acesso à biblioteca do colégio, tanto eu quanto minha irmã ampliamos nossos gostos literários. E em casa sempre aparecia um livro ou revista diferente pra saciar nossa fome de leitura. Tenho ótimas lembranças dos livros que ganhei, e guardo alguns comigo até hoje.

Quando vi na Denise a campanha da Ana Cláudia Bessa para boicotar os brinquedos Mattel (que passam por recall por falta de segurança), trocando-os por livros ou brinquedos artesanais, achei a idéia genial, e faço coro com ela: se você vai presentear alguém pelo dia das crianças, estimule a leitura e dê um livro.

Leia também:

Anúncios

  1. oi, cynthia! super obrigada pela lembrança. e olha, a tese até que não é tão dolorosa, o que pesa mesmo são as intrigas acadêmicas, ahauhauhauha! bjim

  2. Cynthia!
    super obrigada por seu apoio!
    Adorei seu site e com certeza voltarei mais vezes porque sou apaoixonada por questões legais, direito, enfim…
    Já fui inspirada por uma indicação sua e escrevi um post sobre minha amizade com ela…
    Depois de ver sua indicação do Sou Amiga Dela!

    Como já temos textos agendados, devo publicar o texto em Dezembro.
    E citei seu site dizendo onde encontrei o “Fique”.
    Um grande beijo!