Criatividade, ou falta de noção?

Padrão

As fotos acima não são de uma campanha denunciando violência contra as mulheres. Por incrível que pareça, são de uma campanha publicitária divulgando roupas esportivas que sustentam os seios. A campanha foi recusada pelo anunciante, mas mesmo assim está sendo divulgada como original e criativa.

Ainda não entendi qual a graça. As fotos são de mulheres espancadas, não importa qual a desculpa ou “motivo” do anúncio. O que estão fazendo é minimizar a violência contra mulheres através de piadas de mau gosto. É bom frisar que essas piadas e desculpas esfarrapadas são típicas de quem agride, não de quem é vítima da agressão.

Se você não quer ser associado a alguém que trata as mulheres com violência, antes de achar graça nesses anúncios ridículos, que tal pensar que você está legitimando uma agressão e, ainda por cima, rindo de alguém que sofreu uma violência? Já não basta a pessoa estar humilhada pela violência e pelas marcas visíveis no rosto, ela não recebe ajuda e ainda vira motivo de piada?

Anúncios

  1. O que mais me espantou foi ler que essa monstruosidade foi criada por duas mulheres!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Cynthia, eu juro que não entendi o que tem a ver mulheres espancadas com levantamento de seios.

    Mau gosto é pouco para uma campanha dessas.

    Vai ver eu estou ficando velho (ainda bem).

  3. elas quiseram fazer uma “piada” mostrando que mulheres que não usam o sutian X levam porradas dos próprios peitos quando fazem exercícios. Aqui me abaixou a pressão e eu passei mal de ver essas fotos no tamanho maior – palmas pro anunciante que não quis ter sua imagem associada com uma campanha absurda dessas.

  4. Penso que talvez o(a) imbecil que criou a peça tenha tentado o apelo à mensagem de as mulheres precisam enfrentar tais circunstâncias de peio em riste… se foi isso, pelo amor de Deus, tinha forma melhor de se fazer tal apelo… essa foi apelativa de mais… aliás, quem disse que o fato de ter ou não os peitos “elevados” confere a alguém maior ou menor capacidade de reação a qualquer tipo de agressão… muito menos direitos a quem quer que seja de ofender ou agredir aquela que não o tem… finalmente: UMA COISA NADA TEM A VER COM A OUTRA… Mulheres uní-vos!

  5. Camila, não vá com tanta pressa culpando as mulheres. Já falei sobre isso e vou repetir: as mulheres não são piores que os homens. É tanta gente que participa de uma campanha publicitária que apontar apenas as mulheres participantes significa restringir demais a responsabilidade e, no fim, os homens (que têm tanta culpa quanto elas) saem no lucro, pois cometeram um absurdo e não receberam críticas por isso. O fato de ser mulher não pode ser encarado como motivo para aumentar a culpa delas.

  6. Que coisa mais… bizarra!

    Eu sou contra violência por qualquer motivo (ou falta dele).

    Lembro que uma vez apareceram umas bonecas (sim, daquelas de brinquedo) com olhos roxos, hematomas e narizes sangrando. Pelo que lembro, felizmente, a venda delas foi proibida.

    Eu acho que existem muitas e muitas formas de combater a violencia contra as mulheres (e homens, crianças, negros, judeus, etc…) de forma mais inteligente e menos “agressiva”.

    Nota zero pro publicitário. Nota menos cinco pra quem publicou esse lixo como “criativo”.