Um exemplo dos direitos sexuais das mulheres de meados do século XX

Muita gente diz que gostaria de viver no século passado (ou até em anteriores), em uma época em que as mulheres eram tratadas com delicadeza e o mundo não era tão sexualizado. A B. conta um pouco do resultado da educação que as mulheres recebiam nessa época:

Dia desses, a vizinha (64 anos) conversava com a minha mãe (65 anos): “Meu marido não me respeita! Ele não percebe que sou uma senhora idosa. Quer fazer sexo comigo!” A última frase foi dita bem baixinho, só ouvi pois minha mãe repetiu em tom normal de voz sorrindo: “Levante a mão pro céu ele manter o desejo por você, poderia estar procurando na rua…” E ela completou desconsolada: “Preferia… Preferia que procurasse na rua…”

Esta vizinha é de uma geração incomparável à minha. Casou virgem, nunca trabalhou fora, teve quatro filhos e já confidenciou à minha mãe em outro momento que nunca teve um orgasmo. Ao longo da vida, só conheceu um homem na cama. E pelo bem do casamento, aguentou ter conhecimento das inúmeras amantes do marido. Marido aliás, que é (desde que me entendo por gente) ministro de eucaristia da igreja aqui perto de casa. O mesmo marido que à noite só a procurava sexualmente dizendo: “Mulher, abre as pernas que eu quero dar uma cusparada!”

Quando lembro de mulheres como a minha vizinha penso: “Como é bom ter nascido dos anos sessenta pra cá…”

Alguma dúvida de que é maravilhoso ter nascido depois das feministas brigarem para todas as mulheres terem direito a ter uma vida sexual plena?

A má notícia é que ainda brigamos por direitos sexuais e reprodutivos, mas vou falar disso em outro post. Hoje é dia para agradecer por não ter recebido a mesma educação afetiva e sexual vigente em meados do século XX.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Um exemplo dos direitos sexuais das mulheres de meados do século XX

  1. Cynthia, sabe que eu penso muito nisso? Eu sempre penso que esse é o melhor tempo para ser mulher. Estou doida pra conversar com você sobre algumas coisas. Vamos marcar uma água de coco sim, com certeza! Beijos

  2. eu também penso bastante nisso! todo homem mais velho com quem falo quando fica com uma mulher duma geração abaxo das que ele costuma ficar se surpreende com a maior liberdade que ela tem. e que continue assim sempre!

  3. Pra mim não há dúvida que estamos melhor, pelo menos sexualmente falando, que nossas mães e avós. Mas ainda falta tanta, tanta coisa…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s